logo marca Vimaq R

A produção de leite em Compost Barn: benefícios e soluções

Aumento da produtividade e da qualidade do leite, melhoria do bem-estar animal e facilidade do manejo. Assim pode ser resumida a produção de leite em Compost Barn. 

Apesar de ser um sistema utilizado desde a década de 80 nos Estados Unidos, o Compost Barn (que seria ‘estábulo de compostagem’, em português) ainda é algo relativamente novo no Brasil.

O que é o Compost Barn?

O Compost Barn consiste num sistema de confinamento, no qual as vacas podem descansar o tempo todo em um galpão seco e ventilado. O solo é composto por uma cama feita de maravalha ou serragem. Em nível de comparação, o Compost Barn lembra bastante o sistema de aviários.

De acordo com especialistas do setor, o Compost Barn tem como objetivo diminuir a contaminação e a proliferação de doenças, oferecendo um local seco e confortável aos animais. Em contrapartida, oferece muitos benefícios, incluindo o aumento da produção de leite.

A lucratividade na produção de leite em Compost Barn​

A maioria dos produtores é clara na hora de afirmar que a produtividade de leite em Compost Barn é muito lucrativa. Em grande parte dos casos, o aumento da produção ultrapassa os 20%. 

Há relatos de produtores que, antes de implantarem o Compost Barn, obtinham uma produção diária, por vaca, de 18 litros no verão, e 22 litros no inverno. Agora, com o novo sistema, chegam aos 22 litros no verão, e 27 no inverno.

Isso se deve, em grande parte, ao bem-estar e ao conforto propiciado aos animais. Como as vacas ficam descansando a maior parte do tempo, há um menor gasto calórico. Isso contribui, dizem veterinários, também para a melhoria da qualidade do leite, já que há uma redução da contaminação das tetas. Isso, automaticamente, reduz a penalização na hora da comercialização do produto.

Compost Barn e Produção de leite: mais vantagens

Mas o aumento da produção de leite em Compost Barn não é a única vantagem da tecnologia. Veterinários explicam que o sistema também é benéfico em questões como:

  • Redução de doenças

Com o confinamento do gado leiteiro, fica mais fácil manter o controle higiênico, o que reduz a exposição dos animais a doenças, como mastite ou contaminação bacteriana. Também ajuda a diminuir a contagem das células somáticas (CCS), assim como reduz odores e a presença de moscas.

  • Bem-estar dos animais

Com o Compost Barn, as vacas ficam sempre em um ambiente confortável, seco e de temperatura adequada. Se trata de um sistema muito vantajoso, principalmente em épocas de chuva e frio.

Do mesmo modo, isso reduz os problemas causados nos cascos e nas pernas dos animais, que deixam de caminhar longas distâncias atrás de pasto. Muitas vezes, em terrenos acidentados e pedregosos.

  • Facilita o trabalho

Com o gado leiteiro confinado, o trabalho também é facilitado. Fica de lado a árdua tarefa de buscar os animais soltos no campo, principalmente em dias chuvosos.

Aliás, como os animais não ficam mais expostos à chuva, ocorre uma redução automática do barro nas propriedades. Do mesmo modo, as vacas ficam menos expostas à sujeira, o que facilita a limpeza na hora da ordenha.

Por falar em ordenha, os locais de Compost Barn podem ser construídos justamente perto da sala onde o leite é retirado. Se trata de mais uma maneira de otimizar o processo.

  • Otimização de espaço

O gado leiteiro confinado pode ser uma vantajosa alternativa também para produtores que não têm muito espaço, assim como para aqueles que são donos de propriedades com declive. Isso porque a produção de leite em Compost Barn é um sistema adaptável a diferentes locais.

Além do mais, a produção de leite em Compost Barn é um sistema que não se aplica apenas a grandes produtores. Pode ser implantado em galpões com 200 vacas, ou 25, por exemplo. Ou seja, beneficia também pequenos produtores.

Observação: normalmente, a estrutura precisa destinar entre 10 a 12 metros quadrados por animal.

Modelo de alimentação também auxilia na melhoria da produção de leite

No Compost Barn, o alimento é levado aos animais. A alimentação, baseada em ração, silagem e feno, é disponibilizada numa pista que fica do lado externo do pavilhão, separada por um beiral de concreto. Isso mantém a cama para o gado leiteiro seca e limpa.

A comida se encontra sempre fresca e com os nutrientes necessários, já que fica protegida do sol forte e da umidade. 

Isso, inclusive, ajuda o produtor em épocas de estacionalidade da produção forrageira, a qual influencia negativamente na produção de leite.

Como funciona o Compost Barn

Como dito antes, a cama no Compost Barn é formada por maravalha ou serragem. Para que se mantenha sempre seca e homogênea, é “virada” 2 vezes ao dia, justamente no momento em que as vacas saem para a ordenha. Isso ainda facilita a compostagem correta.

Para saber se a cama se encontra em condições ideais, ou seja, funcional, há algumas maneiras. A primeira, é medir a temperatura do solo (entre 25 e 40 centímetros de profundidade), a qual deve estar entre 45 e 60 graus Celsius. A temperatura alta é um indicador de que a compostagem está ocorrendo de forma certa.

A segunda, é prestar atenção na consistência do solo. É necessário que a mistura esteja seca e fique solta. Do contrário, em caso de solo firme e úmido, ações devem ser tomadas.

 

Implantação do Compost Barn​

O produtor que deseje implementar a produção de leite em Compost Barn, precisa levar alguns pontos em consideração: 

→ Disponibilidade de capital, já que há a necessidade de investimentos financeiros;

→ Disponibilidade de local apropriado para as instalações do Compost Barn;

→ Capacidade de produção de alimentos para as vacas que ficam confinadas o tempo todo;

A troca da cama depende muito de cada caso, mas, normalmente, ocorre a cada 7 meses. No entanto, isso pode acontecer somente 1 vez ao ano. Isso se a reposição de carbono for feita de maneira contínua, assim como se houver o uso adequado de ventiladores, os quais ajudam a manter o solo seco.

Conheça um equipamento que aumenta a vida útil da cama compost barn

Adubo para a lavoura

A produção de leite em Compost Barn oferece outra vantagem ao produtor: a geração de adubo. Isso porque, quando chega o momento de trocar a cama, todo o composto retirado vira adubo, o qual pode ser utilizado na própria lavoura ou comercializado.

Como ocorre uma movimentação diária da forragem, o adubo é retirado quase que pronto para ser utilizado como fertilizante.

Faça uma consultoria gratúita

fale agora com um especialista 

Acesse outros materias sobre Compost Barn

Veja como reduzir custos com gado de leite

logo marca Vimaq R